Não encontrado o Adobe Flash Player clique aqui para instalar




Saudade da comitiva
Nelson Pelais
Já andei por esta estrada
Guiei muitas boiadas
Comendo poeirão
Já bebi água da mina
Peguei água na guampa
Preparei o chimarrão

A comida que nóis comia
Era arroz e carne do Sol
Eta carreteiro bom
O café que nóis tomava
Era eu, quem preparava.
Na brasa quente do carvão

Eu... guiava a boiada
No lombo do burro de trote duro no estradão
Ainda ouço o canto do aboio
Ouço o berrante tocando no meio do poeirão

Ali mesmo nóis pousava,
Ali nóis proseava
Contando história de assombração
Os peões em sua rede se deitavam
Da sua arma não apartava
Por quê? Eu não conto não

O cansaço era tanto
Que nóis só acordava
Bem de madrugadão
A traia a comitiva juntava
E a caminhada continuava
E eu tocando o berrante no estradão

Hoje eu olho pro espelho
Me vejo tão modificado
Sem a força do peão
Sou um peão envelhecido
Mas trago aqui dentro comigo
Lembranças com grande, satisfação.

Satisfação



Participação na gravação:
Arranjos e Instrumentos: Cássio JC e Nelson Pelais;
Equalização e masterização: Paulinho Papile; Gravado no studio Power Play em abr/2010